Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Umuarama
2ª via de boleto | COB online | SPC Brasil | NF-e

Boa notícia

Outubro foi o melhor mês do ano para construção civil em Umuarama

A metragem supera os índices dos últimos dez anos para o período


Um relatório da diretoria de planejamento urbano da prefeitura mostra que Umuarama teve em outubro o maior volume mensal do ano em projetos aprovados para a construção civil.

A metragem supera os índices dos últimos dez  anos, para o período. A diretoria liberou a construção de 30.838,98 m² de obras, entre prédios, salas comerciais, construções residenciais, ampliações e edificações para outras finalidades. 

Após a estabilidade nos três primeiros meses do ano, o índice de aprovação de projetos iniciou uma curva crescente e vem aumentando mês a mês a movimentação no setor de construção civil. Até então, julho havia sido o mês com maior volume de projetos liberados (28.048,38 m²).

"As coisas mudaram a partir de abril e de lá para cá o setor voltou a ter grande movimentação, recebendo investimentos de famílias que conquistaram a casa própria e também de investidores, que buscam melhores estruturas para os seus negócios", disse o secretário municipal de Obras, Planejamento Urbano e Projetos Técnicos, Isamu Oshima. 

No acumulado do ano, Umuarama já soma 194.872,44 m² de projetos aprovados para obras, com uma média mensal de 10.487,24 m². Para o prefeito Celso Pozzobom, são números que demonstram a realidade positiva que a cidade vive e também a confiança dos investidores.

"A construção civil movimenta a nossa economia com a geração de empregos, o giro no comércio e na área de serviços. Ela tem peso na arrecadação de tributos e mostra a nossa realidade, o bom momento que a cidade vive, voltada para o desenvolvimento em todos os setores", disse o prefeito. 

Pozzobom lista uma série de obras estruturais em andamento, que vão atrair ainda mais os olhares de investidores para a cidade. "Estamos duplicando os principais acessos a Umuarama, como a avenida Ivo Sooma e em breve as avenidas Portugal e Pedromiro José Hernandes (saída para Serra dos Dourados), estendemos a Avenida Ariovaldo Rodrigues de Moraes até a PR-323, construímos pontes e rurais e quase 200 km de pavimentação e recapeamento", apontou o prefeito.